Capítulo III – 2016

Capítulo III – 2016

Neste ano entrei, literalmente, com o pé direito. Parti o dedo do pé no primeiro dia do ano. Mariquinhas como sou, imaginem só. Parecia o Calimero só para ter a Isabel sempre ali a cuidar de mim.

Começámos o ano a preparar um mealheiro muito especial: queríamos fazer algo diferente nas férias e uma viagem de carro vinha mesmo a calhar! Quem já nos conhece sabe que adoramos viajar de carro e que adoro conduzir. Escolhemos as datas e reservámos o carro de aluguer. Isto foi fácil, difícil foi escolher as cidades a visitar.

Decidimos os destinos a visitar, os dias que ficaríamos em cada lugar e a estimativa de horas de viagem. Neste momento apenas sabíamos que Marselha tinha de estar incluído no roteiro. Criámos o roteiro aqui, um site que faz a estimativa do dinheiro gasto em combustível e portagens. Depois, reservamos os hotéis (com preços mais em conta aqui). Nunca foi opção deixar a Cookie para trás, então tínhamos sempre de ficar em hotéis que admitissem animais. Confesso que me fui apercebendo que a oferta de hotéis com este filtro é maior em Espanha e França do que em Portugal.

A aventura começou na madrugada de 22 de Abril, pouco depois das 5h. “Para passear, nunca há sono” sempre ouvi dizer. Carregámos o carro com as malas e a comida. Como as áreas de serviço são caríssimas, como tínhamos de conduzir durante várias horas até chegarmos ao primeiro destino e, tendo em conta que o tempo estava contado, não podíamos parar para fazer as refeições. Decidimos, então, levá-as connosco já preparadas.

Chegadas a Madrid, fizemos o check-in no hotel e fomos conhecer a capital do nosso país vizinho. Aqui ficámos nem 24 horas porque, na madrugada seguinte, tínhamos mais uma viagem. Esta duraria cerca de 12 horas. Recarregámos baterias e partimos rumo a Marselha. Podem pensar que viajar de carro é muito cansativo, e é, de facto, mas não há nada melhor do que não depender de nenhum horário, podermos parar quando quisermos e tirar fotografias em sítios incríveis que vamos encontrando estrada fora.

Já em Marselha, ficámos em casa da mãe da Isabel: os próximos 3 dias seriam aqui. A cote d’azur, no sul de França, tem praias e paisagens extraordinárias que não precisam de filtros. Passeámos de manhã à noite e seguimos para um novo destino: 8 horas depois chegamos a Paris. Oui, Paris, la ville de l’amour!

Estivemos em Paris cerca de 4 dias. Fomos à Disneyland e visitámos aquilo que nunca pode ficar de parte quando vamos à cidade do amor. Eu já tinha cá estado algumas vezes e sabia que a Isabel ia adorar! Não tem como não gostar de Paris e prometemos uma à outra que voltaríamos.

Este ano, para além da viagem magnífica que fizemos, foi também especial por outros motivos: fizemos a primeira tentativa para engravidar em Espanha, progredi profissionalmente, contei aos meus pais a minha relação com a Isabel, foi a nossa primeira vez na TV e, melhor que tudo, decidimos casar!

2017 promete! Fiquem por aqui ❤

Daniela

9 comentários

  1. Opah amei! Sempre quis fazer este tipo de viagem, mas com uma bebé não é uma missão propriamente fácil. Fico-me por disfrutar deste fantástico artigo que sem dúvida me transportou para a vossa viagem ❤️

  2. Eu adorava viajar de carro mas não tenho quem alinhe nessa!
    Vocês são lindas! Que a felicidade permaneça na vossa vida!

  3. Há algum tempo que vos acompanho no instagram e agora estou a adorar acompanhar aqui a vossa história, vocês são lindas e não há frase que mais vos caracterize como: “O amor vence sempre”. Continuem sempre assim, felizes e lutadoras. Beijinhos*

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: