Terceira Tentativa

Terceira Tentativa

 Terceira tentativa, Coimbra, Fevereiro 2018

Gostava que este fosse um post com uma grande novidade. Infelizmente não o é. Já sabem, conforme anunciámos nas redes sociais, que ainda não foi desta. Após duas tentativas de inseminação artificial em Espanha (onde explicámos todo o processo aqui: o-processo-de-inseminacao-artificial.html) desta vez, por já ser legal, optámos por ser acompanhadas em Portugal, numa clínica em Coimbra. Claro que preferíamos continuar na IVI em Vigo, por todo o staff ser mais atencioso, compreensivo, acolhedor e, principalmente, por nos tratarem realmente como um casal. Cá a experiência não foi assim tão calorosa. Encararam a situação como mais um “trabalho” e quando em conversa na primeira consulta respondi a uma pergunta, dizem-me “mas quem vai engravidar? Você ou a Isabel?”. Se estou lá com ela, se a acompanhei sempre em todo o processo desde 2016 e se vamos ser mães, qual era o problema em responder a uma pergunta? Claro que magoou e não esquecerei. Mas  vamos ultrapassar a falta de preparação social dos profissionais para casos que “fogem” ao que eles lidam no dia-a-dia e acreditar que vai dar certo.

As vantagens? O preço é um pouco mais acessível em Portugal do que em Espanha e todo o processo foi mais rápido. No total, só foram necessárias apenas três consultas e uma ecografia, o que se torna muito mais confortável, ao contrário das outras vezes que foram cerca de 3 a 6 eco’s por ciclo.
Na primeira consulta a médica pede alguns dados e exige alguns exames, tendo em conta que já tinha passado mais de um ano desde que os fizemos. Creio que fazem também um exame ginecológico para perceber se está tudo bem, mas como já tínhamos feito há pouco tempo não foi necessário repetir. O preço da consulta foi de 90€. É aqui também que nos explicam como funciona todo o processo a nível de calendário e os medicamentos necessários. Deram-nos todos os contactos médicos, inclusive o de emergência, caso seja necessário falar com uma enfermeira fora do horário de funcionamento da clínica. Isto foi no final de 2017 e como se estavam a aproximar as épocas festivas, decidimos deixar para o início do ano.

Em janeiro, assim que a Isabel começou a menstruar, apesar de ter sido no fim-de-semana, informou a clínica e enviaram o plano de tratamento via e-email que dizia para tomar Letrozol (um estimulante) do 3º ao 7º dia da menstruação. Nesse mesmo e-mail já faziam referência à marcação do dia para a ecografia, com o objetivo de avaliar o tamanho dos folículos e do endométrio.
No dia da ecografia (segunda consulta) havia um folículo maduro com tamanho suficiente para que houvesse ovulação e, portanto, marcámos a inseminação para daí a dois dias. Nesse mesmo dia, de madrugada, a Isabel teve que tomar um injetável, exactamente 34 horas antes da inseminação, para “forçar” a ovulação. Os 850€ da inseminação foram pagos aquando a sua marcação.
Chegou o dia da terceira visita à clínica, era a terceira tentativa e eu estava mais feliz que nunca! Confiante, mas sem nunca lhe mostrar que estava cheia de esperança. Levámos toda a papelada devidamente assinada, papelada essa que fazia referência ao estabelecimento da parentalidade das crianças nascidas com recurso a esta técnica, a mim e à Isabel, no ato de registo, o que nos deixou muito mais descansadas quanto a todo o processo legal. Sentimos que era mais um passo a nosso favor.
Aqueles 15 dias até ao teste de gravidez foram os mais stressantes de todas as tentativas. Os sintomas estavam lá. Sim, porque há sintomas nas primeiras duas semanas. Vimos o resultado juntas. E sentimos o chão a fugir. Doeu tanto que só me lembro de a ter a chorar no meu peito.

Vocês esperavam que fosse positivo, devido à nossa cara de felicidade na foto. A foto foi tirada logo após a inseminação. Claro que estava feliz! Ainda hoje estamos felizes! Não foi desta, mas cada negativo dá-nos mais força para lutar e ter esperança na próxima tentativa. Quando der certo, e sei que irá dar, vamos olhar para trás e dar valor a toda esta batalha e todos os “nãos” que superámos juntas. Obrigada por todas as vossas mensagens e comentários. #oamorvencesempre

Quero que saibam que estamos ao dispor para esclarecer todas e quaisquer dúvidas que possam ter relativamente a esta técnica de PMA.

Vamos dando notícias, como sempre!!! 😍
Até breve,
Daniela & Isabel

4 comentários

  1. Oi! Uma dúvida: vocês puderam selecionar as características do doador ou foi um processo aleatório l? Obrigada pela atenção e desejo todo amor do mundo pra vcs!

  2. Oh não foi desta mas há de ser! Tenham fé! Não sei se já pensaram em inseminação em vitro. Pois a Flávia Calina (não sei se conhecem) fez uma data de inseminações artificiais sem sucesso e só quando fez a in vitro é que conseguiu. É bem mais cara, isso é mas é mais viável. Se ainda não pensaram nisso, pensem. Há de dar certo! Beijinhos e sejam fortes!

  3. Acreditem vai tudo da certo 😉 tenho a certeza que em breve terao por ai um positivo e irao realzar o vosso maior desejo estaremos sempre ca para vos apoiar merecem muito um teste positivo em nme do vosso amor da vosssa historia. , dificl nao significa impossivel . um grande beijinho

  4. Não desistam lindas, se Deus quiser logo logo vcs serão as mamães mais lindas desse país. Felicidades e muito amor sempre <3

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: